24 dezembro 2014

Cajuzinho diet com amendoim granulado



Cajuzinho é um doce feito de amendoim, típicamente brasileiro.
Muita gente utiliza o leite condensado como ingrediente, porém, na verdade, o cajuzinho tradicional não é feito desta forma. Decidí manter a idéia tradicional, com algumas mudanças para deixá-lo diet. 
A massa do cajuzinho é enrolada e moldada na forma de um cajú em miniatura, guarnecido com meio amendoim na base para simular a fruta, porém, como eu tenho um grande problema para moldar formas desse tipo, assim como acontece com as coxinhas, kkkkkkkk, não reparem na foto, a intenção foi boa! Kkkkkkkkk

Ingredientes:
- 300 g de amendoim torrado e granulado
- 1 xícara (chá) rasa de adoçante culinário
- 4 colheres (sopa) cheias de cacau em pó sem açúcar
- 1/2 xícara (chá) de leite desnatado
- 2 colheres (sopa) rasas de manteiga sem sal
- grãos de amendoim para enfeitar

Modo de preparo:
- Numa bacia, coloque o amendoim granulado, o adoçante, o cacau e a manteiga. Acrescente o leite aos poucos enquanto amassa a massa, até que ela esteja moldável.
- Atingido o ponto, modele a massa em forma de cajuzinhos e guarneça com 1/2 grão de amendoim torrado na parte mais bojuda.
- Sirva em forminhas de alumínio.

Renderam 32 unidades!

Beijinho diet com coco fresco



Beijinho é um doce tipicamente brasileiro, preparado e servido no formato semelhante ao brigadeiro, mas leva coco ralado ao invés de chocolate em pó. Pode ser coberto com açúcar cristal ou coco ralado. Tradicionalmente, um único cravo é colocado em cima do doce.

Ingredientes:
- 1 receita de leite condensado diet
- 2 colheres (sopa) rasas de manteiga sem sal
- 300 g de coco fresco ralado ou em lascas pequenas
- coco ralado para polvilhar
- cravos da Índia para enfeitar

Modo de preparo:
- Coloque a manteiga numa panela, preferencialmente anti-aderente e leve ao fogo médio. Assim que derreter, coloque o leite condensado e o coco ralado. Dependendo de quando foi preparado o leite condensado, ele pode estar mais espesso que o ideal. Se estiver muito espesso, adicione leite desnatado ou água aos poucos, misturando sempre, sem parar, para não queimar, até que a mistura desgrude do fundo da panela.
- Retire do fogo e aguarde esfriar. Se preferir, deixe refrigerando - a massa ficará mais firme.
- Com o auxílio de uma colher, pegue pequenas porções da massa e enrole em forma de bolinhas. Passe no coco ralado ou simplesmente polvilhe-o por cima.
- Finalize colocando um cravo da Índia espetado no centro.
- Sirva em forminhas de alumínio.

Renderam 32 unidades!

08 dezembro 2014

Hamburger integral de berinjela e frango



Há muito tempo venho ensaiando para preparar estes hamburgers e hoje resolví colocar a mão na massa, visto que as berinjelas estavam lindas, firmes e brilhantes, na banca do supermercado!
Não se assustem! A massa é muito mole, parece que não vai ficar bom, parece que vai desmanchar, etc e tal. Mas vocês irão se surpreender! Ao fritar os hamburgers, eles adquirem rigidez suficiente e o que vocês imaginavam que nem daria para virar na frigideira, pode ser feito com muita facilidade!
Fora o sabor, que ficou espetacular!

Ingredientes:
- 800 g de berinjelas finas
- 100 g de cebolas
- 200 g de filé de frango
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
- 1 colher (sobremesa) rasa de alho picado
- 1/2 de xícara (de chá) rasa de aveia em flocos
- 1 xícara (de chá) rasa de farinha de trigo integral
- 1/2 xícara (de chá) rasa de cebolinha picada
- 1/2 xícara (de chá) rasa de salsinha picada
- 1 colher (sobremesa) cheia de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 1 colher (café) rasa de pimenta do reino
- panko para empanar
- óleo de canola pra fritar

Modo de preparo:
- Descasque as berinjelas e as cebolas. Envolva-as com papel alumínio, colocando uma unidade ao lado da outra, formando um embrulho e fechando bem as extremidades.
- Coloque sobre uma grelha de fogão e leve ao fogo brando por 15 minutos. Passado o tempo, vire a grelha e deixe por mais 15 minutos. Passado o tempo, desligue o fogo e aguarde 15 minutos para abrir o embrulho.
- Enquanto isso, corte o filé de frango em tiras e leve ao microondas, potência máxima, por 3 minutos.
- Coloque as berinjelas e as cebolas no processador juntamente com o frango e todos os demais ingredientes com exceção da aveia e da farinha. Bata até virar uma massa uniforme. 
- Transfira tudo para uma bacia e acrescente a aveia e a farinha. Misture bem para incorporar. Deixe a massa na geladeira por pelo menos 1 hora, para adquirir mais consistência.
- Encha uma tigela com água, unte as mãos e molde os hamburgers. Como a massa é mole, não convém moldá-los muito grandes, a não ser que você tenha a mão grande! Kkkkkkkkkk
- Empane no panko e frite na frigideira com 2 ou 3 fios de óleo de canola, fogo brando, até dourar dos dois lados.

Renderam 20 unidades!

Refogado verde



Com a escassez de alface para acompanhar o nosso prato de cada dia, a alternativa é optar por outros tipos de verduras!
Hoje preparei este refogado rápido e vamo-que-vamo rezar prá chover bastante e as alfaces cresceram lindas! Kkkkkkkk

Ingredientes:
- 400 g de quiabos
- 300 g de couve manteiga
- 200 g de folhas de espinafre
- 2 colheres (sopa) cheias de cebola picada
- 1 colher (sobremesa) rasa de alho picado
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- óleo de canola

Modo de preparo:
- Corte os quiabos em pedaços. Reserve.
- Rasgue as folhas da couve em pedaços grosseiros e corte os talos em pedaços pequenos. Reserve.
- Coloque 2 fios de óleo de canola numa panela juntamente com a cebola e o alho picados e leve ao fogo alto. Assim que esquentar, abaixe o fogo e coloque os quiabos, a couve a os espinafres. Tempere com sal e aji-no-moto e tampe a panela.
- Aguarde 5 minutos, desligue o fogo e sirva.

01 dezembro 2014

Frango dourado com pedacinhos de salame pururuca



Hoje preparei um prato cujo sabor me surpreendeu muito!
Tudo graças ao salame!
Depois de comer, o umami permanece na boca e aí já viu né? Haja água na boca! Kkkkkkkkk
Bem rápido de ser preparado, serví com um risoto bem simples de arroz integral com cebola e cenoura picadinhas e harumaki vegetariano!

Ingredientes:
- 700 g de frango a passarinho
- 200 g de salame
- 70 g de cebola picada
- 200 ml de água
- 1 colher (sobremesa) rasa de alho picado
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 1 colher (café) rasa de pimenta do reino
- óleo de canola
- orégano

Modo de preparo:
- Coloque os pedaços de frango numa bacia, acrescente a cebola e o alho picados e tempere com sal, aji-no-moto e pimenta do reino, misturando bem.
- Corte o salame em pedacinhos pequenos. Reserve.
- Pegue uma frigideira funda e cubra todo o fundo com óleo de canola. Leve ao fogo alto, assim que esquentar abaixe o fogo e coloque os pedaços de frango um ao lado do outro. Deixe fritando até dourar bem. 
quando dourar de um lado, acrescente os pedacinhos de salame e vire os pedaços de frango para dourar do outro lado.
- Assim que estiverem dourados, acrescente a água. Aumente o fogo, assim que começar a ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhando até a água secar - neste momento restará apenas a gordura no fundo da frigideira, que irá fritar novamente a superfície do frango - se necessário, acrescente mais óleo de canola. Deixe fritando até dourar bem, virando os pedaços para dourar toda a superfície. 
- Polvilhe orégano a gosto. Sirva em seguida.

24 novembro 2014

Croquetes cozidos com tomates acompanhados de quiabos refogados



Um prato hiper-rápido e hiper-fácil! Aliás, dois!
Na verdade, os quiabos nem estavam na programação, mas visto que estavam a um preço muito convidativo…… rsrsrsrs
Ficaram perfeitos com o arroz integral e o feijão que eu já havia preparado!

Ingredientes dos croquetes:
- 400 g de patinho moído
- 300 g de tomates longa vida
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- óleo de canola
- orégano a gosto

Ingredientes do quiabo:
- 300 g de quiabos
- 100 g de tomates longa vida
- 2 colheres (sopa) cheias de cebola picada
- 1 colher (sobremesa) rasa de alho picado
- 1 colher (café) rasa de sal
- 1 colher (café) rasa de aji-no-moto
- óleo de canola

Modo de preparo dos croquetes:
- Pique os tomates, com a casca, em pedacinhos pequenos. Reserve
- Numa bacia, coloque a carne moída e tempere com sal e aji-no-moto. Misture tudo muito bem com as mãos e molde croquetes de aproximadamente 5 cm de comprimento.
- Numa frigideira funda, coloque 3 fios de óleo de canola e leve ao fogo alto. Assim que esquentar, abaixe o fogo e coloque os croquetes um ao lado do outro. Não tampe a frigideira.
- Aguarde 2 minutos enquanto os croquetes ficam selados na parte de baixo e então distribua os pedacinhos de tomates por cima deles.
- Deixe cozinhando até o caldo dos tomates secar, tomando o cuidado de não deixar queimar.
- Polvilhe orégano a gosto e sirva.

Modo de preparo do quiabo:
- Corte os quiabos e os tomates em pedaços pequenos. Reserve.
- Leve uma panela ao fogo alto com 2 fios de óleo de canola. Assim que esquentar, coloque a cebola e o alho picados e abaixe o fogo. Assim que começarem a dourar, acrescente os quiabos e os tomates.
- Tempere com sal e aji-no-moto e tampe a panela.
- O tempo fica a critério de cada um. Eu interrompí o cozimento assim que os pedaços de tomates começaram a murchar.

17 novembro 2014

Chuukaman de carne, tomate e cebolinha



Hoje preparei uns chuukamans que lembrassem sfihas, não pelo formato mas sim, pelo sabor e pelo recheio.
Como sempre, esta massa é ótima e o resultado óviamente foi ótimo! Kkkkkkkk

Ingredientes da massa:
- 150 g de farinha de trigo
- 3 g de fermento biológico seco
- 3 g de fermento químico em pó
- 1 colher (sopa) rasa de adoçante culinário
- 1 pitada sal 
- 150 ml de água morna
- 1 colher (sobremesa) de óleo de canola

Ingredientes do recheio:
- 90 g de patinho moído
- 100 g de tomates italianos maduros
- 1 xícara (chá) cheia de cebolinha picada
- 1 colher (café) rasa de sal
- 1 colher (café) rasa de aji-no-moto

Modo de preparo do recheio:
- Pique os tomates em pedacinhos pequeninos. Coloque dentro de uma tigela juntamente com a mcarne moída e a cebolinha picada.
- Tempere com sal e aji-no-moto, misturando tudo muito bem.
- Cubra a tigela com filme plástico e mantenha sob refrigeração.

Modo de preparo da massa:
- Misture bem todos os ingredientes secos. 
- Acrescente o óleo de canola e misture bem.
- A quantidade de água morna irá variar conforme a farinha utilizada, portanto, acrescente-a aos poucos, sovando até que a massa fique homogênea, bem lisa e solte fácilmente das mãos. 
- Divida a massa em 6 partes e deixe fermentando em local abafado, coberto com um pano, até que dobre de tamanho. Dependendo do clima, pode levar algumas horas. Se preferir acelerar a fermentação da massa, aqueça água a 50º C numa panela de cozimento a vapor ou cuscuzeira e desligue o fogo. Coloque a grade, sobre ela um pedaço de papel manteiga e, sobre ele, a massa. Tampe a panela e deixe a massa descansar por pelo menos uma hora.
- Após a fermentação, abra cada massa com as próprias mãos, em formato redondo, com aproximadamente 10 a 12 cm de diâmetro. Não é necessário enfarinhar a bancada.
- Coloque o recheio e feche, colocando as pregas para baixo.
- Vá colocando cada unidade sobre quadrados de papel manteiga e deixe crescer por mais 30 minutos na panela de cozimento a vapor ou cuscuzeira, com água aquecida a 50º C.
- Passado o tempo, acenda o fogo e coloque apenas a parte inferior da cuscuzeira ou panela de cozimento a vapor. Assim que ferver, abaixe o fogo para o mínimo, para evitar que a água suba e molhe a massa. Recoloque a grade tampada com os pães já recheados e crescidos. Como eles incham, deixe um pequeno espaço entre eles. Deixe cozinhar por 15 minutos em fogo brando, não abrindo a panela antes do tempo para que não murchem.

Renderam 6 unidades. Se fizer em grande quantidade, podem ser congelados depois de prontos.

Moussaka de carne bovina



Moussaka é um prato bastante apreciado em vários países, entre eles, os árabes, na Turquia e na Grécia, sendo que neste úlltimo encontra-se o mais famoso, pelo seu modo de preparo, embora hajam múltiplas variações.
Este prato costuma ser associado à lasagna de berinjela e até mesmo à lasagna italiana.
A receita grega original é preparada com carne moída de cordeiro. Os demais ingredientes são: berinjelas, tomates, cebolas e um pouco de alho. Aguns acrescentam algumas camadas de batatas ou abobrinhas italianas.
Hoje preparei uma moussaka simples, não tão grossa na altura, com carne bovina. Ficou excelente!

Ingredientes:
- 1 receita de molho Béchamel em consistência de mingau
- 1,3 Kg de berinjelas
- 1 Kg de tomates italianos maduros
- 250 g de patinho moído
- 2 colheres (sopa) cheias de cebola picada
- 1 colher (sobremesa) cheia de alho picado
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 1 colher (sobremesa) rasa de hondashi
- orégano a gosto
- azeite de oliva

Modo de preparo:
- Corte os tomates em pedaços pequenos, com a pele. Reserve.
- Numa caçarola, coloque 2 fios de azeite de oliva e acrescente a cebola e o alho picados. Assim que começarem a dourar, acrescente o patinho moído. Assim que ele perder a cor avermelhada, acrescente os tomates picados e tempere com sal, aji-no-moto e hondashi. Deixe cozinhando, em fogo brando, com a panela tampada. Assim que os pedaços de tomates se desmancharem e o molho ficar encorpado, desligue o fogo. Reserve.
- Unte uma forma de aproximadamente 25 x 35 cm com azeite de oliva e reserve.
- Enquanto o molho cozinha, prepare as berinjelas. Descasque apenas 2 lados como na foto abaixo, para que ao fatiá-las, a primeira e a última fatia não fiquem com a casca. A idéia é deixar a casca apenas nas extremidades da berinjela:


- Corte as berinjelas, no sentido longitudinal, com no máximo 1/2 cm de espessura.
- Coloque um fio de azeite de oliva numa frigideira anti-aderente e leve ao fogo brando. Assim que esquentar, coloque cada fatia de berinjela, uma ao lado da outra, e deixe até que fiquem douradas de ambos lados. Eventualmente, borrife água sobre a frigideira, pois a tendência é que ela fique sêca  rápidamente, pois a berinjela absorve todo óleo.
- Vá retirando as fatias douradas e distribuindo-as na forma untada, formando diversas camadas.
- Cubra com o molho de tomate uniformemente.
- Na sequência, cubra com o molho béchamel uniformemente.
- Por fim, polvilhe orégano a gosto. É opcional. Na realidade nem faz parte do prato, mas eu achei que daria um toque a mais e deu! Pode-se também polvilhar queijo parmesan ralado a gosto.
- Leve ao forno alto por 20 minutos.
- Dependendo da altura do moussaka, deixe esfriar um pouco de cortar, para que ele não desmanche ao ser cortado. Além disso, ao tirar do forno o prato ainda está cheio de líquidos que serão absorvidos enquanto ele esfria.

Molho Béchamel


É também conhecido como Molho Branco, porém o molho branco na verdade é de preparação mais simples, diferindo ligeiramente do Béchamel.
O molho Béchamel, é a base de diversos pratos. Deve ter coloração marfim e aparência de creme. É necessário cozer bem a farinha antes de acrescentar o leite, para que ela não fique com gosto de farinha crua. Dependendo da receita, pode ser levemente queimada antes de acrescentar o leite, que por sua vez, pode ser acrescido a mais ou a menos para que o molho fique mais ralo ou mais espesso.
Muita gente acrescenta ovo crú batido, depois que o molho estiver morno. Eu acho desnecessário. Em todo caso, postarei a receita com o ovo crú, ficando a critério de cada um, colocá-lo ou não.


Ingredientes:
- 2 colheres (sopa) cheias de manteiga sem sal
- 3 colheres (sopa) cheias  de farinha de trigo
- 400 ml de leite integral
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 1 colher (café) rasa de pimenta do reino branca moída
- 1 colher (café) rasa de noz moscada ralada
- 1 ovo extra-grande

Modo de preparo:
- Coloque a farinha numa frigideira e leve ao fogo brando, mexendo sempre. Dependendo da receita, cozinhe a farinha até que ela fique levemente dourada ou bem dourada - o importante aquí, é que ela fique cozida. Retire do fogo e aguarde esfriar.
- Acrescente o leite à farinha, mexendo bem. Acrescente o sal, o aji-no-moto, a pimenta e a noz moscada, misturando até tudo ficar homogêneo.
- Derreta a manteiga dentro de uma panela, em fogo brando e acrescente a mistura anterior, mexendo bem até engrossar, lembrando que ao esfriar, a molho adquire mais consistência, então, não engrosse muito. Retire a panela do fogo e deixe amornar por aproximadamente 10 minutos.
- Enquanto isso, bata ligeiramente o ovo. Passado o tempo, acrescente-o ao molho mexendo rápidamente com o fouet, para evitar que cozinhe antes de ser incorporado.

Aka tonbo

Aka tonbo é uma das músicas que compõe o Nihon no Uta Hyakusen, uma coleção  de 100 músicas infantis japonêsas, selecionadas em 2006 de um total de 895 músicas. Embora a compilação seja chamada de 100 músicas, a lista atual é composta de 101 músicas.
Aka tonbo, em japonês, significa libélula vermelha.
Escrita por Miki Rofu e composta por Yamada Kosaku, a melodia foi adicionada 2 anos depois, em 1927, por Yamada. Segundo Miki, o poema foi composto com as seguintes intenções: 
Aka tonbo surgiu através de um sentimento saudosista que emanou da minha alma. Achei que este tema estaria adequado às canções infantis, e assim transformei o conteúdo em uma lembrança muito profunda. Para qualquer um de nós, a infância e a terra natal nos remetem às memórias sentimentais. Aka tonbo é uma peça sugerida por lembranças que remontam ao meu tempo de criança. A irmã de quinze anos que cito no poema refere-se à menina que cuidava de mim. Colocava-me em seu ombro e passeávamos, e por sobre os seus ombros eu via muitas libélulas. Gostaria que as crianças ouvissem com atenção cada poema e seu significado pudesse ser explicado a elas para a sua compreensão do todo. E depois, então, caberia a cada uma delas interpretar à sua maneira. 

A música pode ser ouvida neste link.

É complicado traduzir a língua japonêsa, porquê é uma língua que envolve sentimentos, porém, para que meus leitores tenham uma idéia do que fala o poema, segue abaixo, a grosso modo, a sua tradução:

Libélula vermelha 

No entardecer crepuscular 
a libélula 
valsava deslumbrante 
outrora 

Amoras cultivadas 
nas montanhas e 
colhidas em pequenos cestos 
teria sido apenas um sonho? 

Aos quinze, minha irmã 
vai embora para se casar e 
as notícias de sua terra natal 
também deixou de receber 

No entardecer crepuscular 
a libélula 
pousa 
na extremidade do ramo.

Em homenagem à Aka tonbo, fiz esta singela pintura, que ficará exposta no Tokyo Pub, composta pelo poema de Miki Rofu e a libélula vermelha voando por entre as flôres de cerejeira, cujas pétalas se soltam com o bater do vento…..

10 novembro 2014

Caldo de peito de frango com batatas e repolho


Hoje preparei um caldo delicioso, onde tudo vai prá boca derretendo, principalmente o frango!
Sem mais comentários, mãos à obra!

Ingredientes:
- 1 peito de frango de aproximadamente 1 Kg
- 350 g de batatas
- 250 g de repolho
- 1 xícara (chá) rasa de talos de salsinha
- 1 colher (sopa) cheia de wakame
- 1 colher (sobremesa) rasa de hondashi
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto

Modo de preparo:
- Coloque o peito de frango na panela de pressão, cubra com água e leve para cozinhar, na pressão, em fogo brando, por 20 minutos.
- Enquanto isso, corte as batatas em cubinhos pequenos e o repolho em pedaços grosseiramente.
- Passado o tempo de cozimento do frango, abra a panela, acrescente as batatas, o repolho e os talos de salsinha. Cubra com água no nível dos ingredientes, tampe a panela e leve para cozinhar por mais 20 minutos.
- Passado o tempo, desmanche grosseiramente o peito de frango na própria panela.
- Tempere com hondashi, sal e aji-no-moto e acrescente o wakame.
- Misture tudo e sirva.

Chuukaman de palmito e frango


Diferente dos chuukamans que eu preparei anteriormente, estes eu abrí a massa com uma espessura mais grossa, propositalmente para que ficassem mais parecidos com um pão recheado.
O palmito, como sempre, deu um toque especial ao recheio, sem contar que combina muito bem com o frango!
Fiz sómente 3 unidades, por conta do palmito! Só tinha um pouco estocado na geladeira! Kkkkkkkk
Preciso falar?
O sabor ficou in-com-pa-rá-vel!!!!!!!!!
Um umami que eu nem sei explicar, se é que se explica o umami!!!!!!!!

Ingredientes da massa:
- 180 g de farinha de trigo
- 3 g de fermento biológico seco
- 3 g de fermento químico em pó
- 1 colher (sopa) rasa de adoçante culinário
- 1 pitada sal 
- 150 ml de água morna
- 1 colher (sobremesa) de óleo de canola

Ingredientes do recheio:
- 100 g de palmito de Palmeira Real picado
- 60 g de filé de frango cortado em tirinhas finas
- 1 colher (sopa) cheia de cebolinha picada
- 1 colher (sopa) cheia de cebola picada
- 1 colher (chá) rasa de alho picado
- 1 colher (café) rasa de sal
- 1 colher (café) rasa de aji-no-moto
- 80 ml de leite desnatado
- 1 colher (chá) cheia de amido de milho
- óleo de canola

Modo de preparo do recheio:
- Coloque 2 fios de óleo de canola numa panela e leve ao fogo alto. Assim que esquentar, coloque a cebola e o alho picados. 
- Assim que dourarem, coloque as tirinhas de filé de frango e deixe fritando até que fiquem dourados.
- Na sequência, acrescente o palmito picado.
- Tempere com sal e aji-no-moto, misture tudo, tampe a panela e deixe cozinhando em fogo brando por 5 minutos.
- Passado o tempo, acrescente a cebolinha picada.
- Na sequência, dissolva o amido de milho no leite e acrescente à panela. Aumente o fogo e mexa até que o recheio engrosse. Reserve.

Modo de preparo da massa:
- Misture bem todos os ingredientes secos. 
- Acrescente o óleo de canola e misture bem.
- A quantidade de água morna irá variar conforme a farinha utilizada, portanto, acrescente-a aos poucos, sovando até que a massa fique homogênea, bem lisa e solte fácilmente das mãos. 
- Divida a massa em 3 partes e deixe fermentando em local abafado, coberto com um pano, até que dobre de tamanho. Dependendo do clima, pode levar algumas horas. Se preferir acelerar a fermentação da massa, aqueça água a 50º C numa panela de cozimento a vapor ou cuscuzeira e desligue o fogo. Coloque a grade, sobre ela um pedaço de papel manteiga e, sobre ele, a massa. Tampe a panela e deixe a massa descansar por pelo menos uma hora.
- Após a fermentação, abra cada massa com as próprias mãos, em formato redondo, com aproximadamente 15 cm de diâmetro. Não é necessário enfarinhar a bancada.
- Coloque o recheio e feche, colocando as pregas para baixo.
- Vá colocando cada unidade sobre quadrados de papel manteiga e deixe crescer por mais 30 minutos na panela de cozimento a vapor ou cuscuzeira, com água aquecida a 50º C.
- Passado o tempo, acenda o fogo e coloque apenas a parte inferior da cuscuzeira ou panela de cozimento a vapor. Assim que ferver, abaixe o fogo para o mínimo, para evitar que a água suba e molhe a massa. Recoloque a grade tampada com os pães já recheados e crescidos. Como eles incham, deixe um pequeno espaço entre eles. Deixe cozinhar por 15 minutos em fogo brando, não abrindo a panela antes do tempo para que não murchem.

Renderam 3 unidades. Se fizer em grande quantidade, podem ser congelados depois de prontos.

27 outubro 2014

Oniguirazu


Antes de mais nada, para entendermos o que é oniguirazu, devemos entender o que é niguiri, ou oniguiri (forma mais polida).
No oniguiri, colocamos o recheio e apertamos o arroz com as mãos para moldá-lo. A diferença, é que no oniguirazu, o arroz não é apertado e nem moldado. Seria a grosso modo, um lanche de arroz!
Para falar a verdade, hoje foi a primeira vez que os preparei kkkkkkk…….
Atualmente este prato é muito popular no Japão, principalmente pela praticidade.
Os recheios variam, ficando a critério de cada um. A forma de prepará-lo também. Há os que simplesmente envolvem o recheio com o nori e depois cortam em partes como eu fiz desta vez, há os que dobram em forma de envelope, unindo os 4 cantos e depois cortam em 2 partes na diagonal. Não há uma regra, porém, dobrando em forma de envelope, o espaço disponível para colocar o recheio seria a metade se o recheio fosse apenas envolvido com o nori.
Utilizei 3 tipos de recheios. Eram para ter ficado mais bonitos, ou melhor, mais finos, como os da última foto do post, lembrando um sanduíche de pão de forma, mas na pressa (hoje foi um dia prá lá de corrido!), tive que correr com o jantar também! Acabei preparando muito recheio e foi por isso que ficaram gordinhos! Kkkkkkkk

Ingredientes:
- 3 xícaras (chá) rasas de arroz branco japonês cozido
- 3 folhas retangulares de nori
- 4 folhas de alface de qualquer tipo, não muito grandes
- 2 salsichas hot-dog pequenas
- 50 g de contra-filé em tiras
- farinha de trigo para empanar
- 1 clara de ovo batida com um pouco de água ou substituto para clara de ovos
- maionese light
- 1 ovo extra-grande
- 1 colher (café) rasa de sal
- 1 colher (café) rasa de hondashi
- 1 colher (café) rasa de aji-no-moto
- 1 sachê de adoçante em pó
- 1 colher (sopa) de sake culinário
- óleo de canola

Modo de preparo do recheio de tamagoyaki:
- Siga as instruções aquí e prepare um tamagoyaki fino.

Modo de preparo do recheio de salsicha e de contra-filé:
- Corte as salsichas ao meio, no sentido do comprimento. 
- Empane as salsichas e as tiras de contra-filé, passando primeiro na farinha de trigo, depois na clara de ovos ou ou substituto para clara de ovos e depois no panko.
- Frite por imersão em óleo quente até que fiquem douradas.
- Escorra e reserve.

Montagem:
- Coloque uma camada bem fina de arroz, preenchendo pouco menos de 1/3 do nori, de ponta a ponta, no centro.
- Sobre ele, coloque o recheio (explicado abaixo) sobre todo o arroz.
- Sobre o recheio, coloque mais uma camada bem fina de arroz.
- Dobre as 2 partes do nori, cobrindo todo o recheio.
- Corte em 4 partes iguais.

Recheio de tamagoyaki:
- Colocar na seguinte ordem: 1 camada de arroz, 1 folha de alface, tamagoyaki, maionese, 1 folha de alface e 1 camada de arroz.

Recheio de salsicha:
- Colocar na seguinte ordem: 1 camada de arroz, 1 folha de alface, salsicha empanada, molho de ostras, 1 folha de alface e 1 camada de arroz.

Recheio de contra-filé:
- Colocar na seguinte ordem: 1 camada de arroz, contra-filé empanado, molho Sichuan e 1 camada de arroz.

A receita parece extensa e complicada mas na verdade não é. O que seria mais complicado no caso, só que não, é o preparo do recheio.
Algumas outras sugestões de recheios: 
- salmão grelhado
- anchôva grelhada
- atum moído
- ovos de codorna
- legumes ralados
- frios

09 outubro 2014

Lasagna de presunto e queijo


Esta lasagna foi preparada na verdade, no dia 6 de outubro. Como fiquei sem conexão com a internet, acabei postando só hoje!
Claro que nada paga esse tipo de coisa, mas foi preparada com muito carinho, como agradecimento a algumas pessoas que me ajudaram muito estes dias. E nesse dia, fizemos uma confraternização muito calorosa!
Pensei na lasagna por ser um prato que agrada a maioria. Como recheio, além do presunto e do queijo, ia colocar proteína texturizada de soja. Desidratei ela como de costume, no fim, montei a lasagna e me esquecí completamente dela!!!!!! Kkkkkkkkk…….. foi a correria do momento!
Em todo caso, vou postar a receita com a proteína texturizada de soja, que era a intenção original, OK?
Também com relação ao queijo e ao presunto, usei-os ralados. O queijo ralado é bem mais prático para ser distribuído uniformemente por toda a forma. O mesmo se aplica ao presunto, porém, depois de pronto, achei que o presunto em fatias ficaria melhor. O presunto não derrete como o queijo, por esse motivo, achei que ficou meio estranho nesse ponto. Então, fica a critério de cada um!

Ingredientes:
- 500 g de massa para lasagna
- 500 g de queijo mozzarella ralado
- 500 g de presunto
- 200 g de creme de leite light
- 2 xícaras (chá) de proteína texturizada de soja em grãos
- orégano a gosto
- azeite de oliva

Modo de preparo:
- Primeiramente, contei quantas lâminas de lasagna haviam no pacote: 36. Utilizando uma fôrma de aproximadamente 30 x 45 cm, me decidí em preparar a lasagna com 4 camadas de massa.
- Cozinhar a massa em água abundante, fogo brando, por 8 minutos.
- Cozida a massa, escorra e coloque de volte na caçarola e cubra com água fria. Como a massa tende a grudar uma na outra e também a rasgar, isso facilitará seu manuseio.
- Unte a fôrma com azeite de oliva.
- Monte a lasagna na seguinte ordem: uma camada de massa, 1/4 do ragù  distribuído uniformemente e sobre ele o presunto, uma camada de massa, o creme de leite distribuído uniformemente e a proteína texturizada de soja, uma camada de massa, 2/4 do ragù distribuído uniformemente e sobre ele o queijo, uma camada de massa e sobre ela, 1/4 do ragù restante.
- Polvilhe orégano a gosto.
- Cubra a fôrma com papel alumínio para não queimar a massa.
- Leve ao forno alto por 40 minutos.
- Retire o papel alumínio e sirva.

15 setembro 2014

Gravata com ragú de pescada

Esta receita, ultra-rápida, fica extremamente deliciosa por conta da pescada, que dá um toque especial ao molho......... porém.......... o peixe desmanchou! Mas tudo bem, ficou bom do mesmo jeito! Kkkkkkkkk
Aconselho não polvilhar queijo ralado, para não mascarar o gosto do peixe!

Ingredientes:
- 800 g de filé de pescada
- 1/2 receita de ragù básico alla Kamikaze
- 150 ml de água
- cebolinha a gosto
- 250 g de macarrão gravata

Modo de preparo:
- Leve uma caçarola com água suficiente para cozinhar o macarrão, ao fogo alto. Assim que ferver, coloque o macarrão e cozinhe por 8 minutos em fogo brando. Escorra e reserve.
- Corte os filés de pescada em pedaços. Reserve.
- Corte a cebolinha em pedaços de aproximadamente 10 cm. Reserve.
- Coloque o ragù numa panela juntamente com a água e leve ao fogo alto. Assim que ferver, acrescente os pedaços de filé de pescada, abaixe o fogo e deixe até ficarem cozidos, aproximadamente 5 minutos.
- Desligue o fogo, acrescente a cebolinha, misturando.
- Acrescente o macarrão escorrido, misture e sirva.

08 setembro 2014

Torta fofa de palmito Pupunha


Hoje foi um dia de experimentos: uma massa para torta que ficasse leve.
Sempre que me lembro de tortas, exceto as de massa de folhada, me vem à cabeça uma massa densa e grossa. Pois bem, me lembrei que um dia fiz uma torta de maçãs e a massa havia ficado espetacular, porém era doce. Será que daria certo para uma salgada?
Não tive outra alternativa a não ser experimentar!
Acreditem, a massa ficou fofíssima!!!!!!!!
Diferenciou um pouco da massa doce, pois nesta, coloquei os líquidos nas duas camadas da massa. Consequentemente, a textura também mudou.

Ingredientes da massa:
- 200 g de farinha de trigo
- 1 colher (sopa) rasa de fermento químico em pó
- 2 ovos extra-grandes
- 150 ml de leite desnatado
- 5 colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem

Ingredientes do recheio:
- 300 g de palmito Pupunha picado
- 100 g de azeitonas verdes com caroço
- 250 g de tomate longa vida picado
- 1 xícara (chá) rasa de cebolinha picada
- 2 colheres (sopa) cheias de cebola picada
- 1 colher (sobremesa) rasa de alho picado
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 150 ml de leite desnatado
- 1 colher (sobremesa) cheia de amido de milho
- óleo de canola

Modo de preparo do recheio:
- Coloque 2 fios de óleo de canola numa panela e leve ao fogo alto. Assim que esquentar, coloque a cebola e o alho picados. 
- Assim que dourarem, coloque o palmito e o tomate picado.
- Tempere com sal e aji-no-moto, misture tudo, tampe a panela e deixe cozinhando em fogo brando por 5 minutos.
- Passado o tempo, acrescente a cebolinha picada.
- Na sequência, dissolva o amido de milho no leite e acrescente à panela. Aumente o fogo e mexa até que o recheio engrosse. Reserve.

Modo de preparo da massa:
- Unte e enfarinhe uma assadeira de aproximadamente 20 x 25 cm. Reserve.
- Misture bem a farinha de trigo e o fermento. Reserve.
- Bata o ovo com o leite e o azeite de oliva. Reserve.

Montagem:
- Distribua metade dos ingredientes em pó anteriormente misturados sobre a assadeira.
- Regue com 1/3 da mistura de ovo batido, cuidadosamente, cobrindo o máximo possível a camada de farinha.
- Distribua cuidadosamente o recheio por cima.
- Distribua a outra metade dos ingredientes em pó.
- Por fim, regue com os 2/3 restantes da mistura de ovo batido, cuidadosamente, cobrindo totalmente a torta.
- Leve ao forno alto por 30 minutos.

01 setembro 2014

The best!

Rápido, barato, bonito e delicioso. Bem eu! Kkkkkkkkk

25 agosto 2014

Jantinha rápida e como preparar tudo em 15 minutos ou menos!



Realmente é bem rápido e satisfaz!
Claro que não estou contando o tempo de forno, pois estou considerando que enquanto o alimento assa, você fica livre para fazer outras coisas.

Bom, abaixo a discriminação dos pratos:
- salada de tomates
- macarrão ao aglio e óleo
- drumet de frango assado com batatas e cenouras

Ingredientes:
- drumet de frango
- batatas
- cenouras
- tomates longa vida
- macarrão bucatini nº 5
- cebola picada
- alho triturado
- aji-no-moto
- sal
- pimenta do reino moída
- orégano
- óleo de canola
- azeite de oliva extra-virgem

Modo de preparo:
- Coloque o drumet na panela de pressão, cubra com água e leve para cozinhar em fogo alto, na pressão. Assim que o vapor começar a sair, abaixe o fogo para o mínimo e cozinhe por 6 minutos.
- Enquanto isso, descasque as batatas e as cenouras e lave os tomates.
- Corte as batatas e as cenouras em pedaços e reserve.
- Corte os tomates em fatias finas e distribua sobre a travessa.
- Passado o tempo de cozimento do drumet, abra a panela, tempere com sal, um pouco a mais do que o costume, pois posteriormente, a água será eliminada. Acrescente os pedaços de batata e cenoura e cozinhe novamente na pressão, fogo baixo, por mais 5 minutos. 
- Escorra tudo, tempere com aji-no-moto e alguns fios de óleo de canola, misturando bem.
- Coloque tudo sobre uma assadeira untada com óleo de canola e leve ao forno alto por 50 minutos.
- Sem necessidade de lavar, coloque água na mesma panela de pressão e leve ao fogo alto, sem a tampa. Assim que ferver, coloque o macarrão e cozinhe até ficar al dente. Escorra e reserve.
- Coloque óleo de canola numa wok e leve ao fogo alto. Assim que esquentar, coloque a cebola picada. Assim que começar a ficar transparente, coloque o alho picado e em seguida o macarrão cozido. Tempere com aji-no-moto e salteie de vez em quando. O tempo dependerá de como você quer o macarrão: quanto mais tempo no fogo, mais grelhado ele ficará, consequentemente, mais duro.
- Tempere as fatias de tomate com sal, aji-no-moto, pimenta do reino moída, orégano e azeite de oliva extra-virgem. Deixe na geladeira até o drumet ficar pronto.
- Assado o drumet, sirva tudo na sequência.

Contrafilé bovino

Localizado na traseira do boi, é o corte mais longo de carne bovina. Me esquecí de medir, mas a peça que eu comprei hoje, tinha aproximadamente uns 60 cm de comprimento.
É chamado de contrafilé pois se encontra “contra” o filé mignon, ou seja, estão separados sómente pelas vértebras lombares. Em espanhol é chamado de bife angosto ou bife de chorizo.
Extremamente macio, suculento e de sabor acentuado, é ideal para bifes de chapa, stroganoff, grelhados, rosbife, medalhões, churrasco, grelhados e assados. Deve ser servido mal passado ou ao ponto, e assado em alta temperatura para que não enrijeça.
Sua camada de gordura mantém a umidade da carne, mas eu prefiro os cortes mais magros:


Em tempo, odeio aqueles que vem com um cordão de gordura! Prá que serve aquilo????

18 agosto 2014

Panquecas de carne bovina, proteína de soja, repolho e mozzarella



Hoje preparei umas panquecas para o jantar, pois prá variar, estava com o tempo muito corrido! Desta vez fiz os discos um pouco menores e mais finos. Renderam 8 unidades muito deliciosas! Não posso negar, a mozzarella dá um toque especial! E enquanto eu como, aquele queijo puxa-puxa...... hmmmmmm...... parece que o prato fica ainda mais gostoso!
Para acompanhar, tão sómente uma salada de alface americana! Kkkkkkkkkkk

Ingredientes do recheio:
- 150 g de lagarto moído
- 50 g de proteína texturizada de soja em grãos
- 200 g de repolho finamente picado
- 250 g de queijo mozzarella ralado
- 1 colher (sopa) rasa de alho picado
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- óleo de canola

Ingredientes da massa:
- 1 e 1/2 copo (americano) de leite desnatado
- 1 e 1/2 copo (americano) de farinha de trigo
- 1 ovo extra grande
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal

Ingredientes da finalização:
- 1/2 receita de ragù básico alla Kamikaze

Modo de preparo do recheio:
- Coloque a proteína texturizada de soja em uma tigela, cubra com água fervente e deixe hidratando por 15 minutos. Passado o tempo, escorra a água com o auxílio de uma peneira e enxágue bem sob a torneira da pia. Esprema bem o excesso de água e reserve.
- Coloque 2 fios de óleo de canola numa frigideira. Assim que esquentar, coloque o alho picado. Dê uma salteada e acrescente a carne moída. Tempere com sal e aji-no-moto enquanto mexe e mistura tudo, até a carne ficar cozida
- Acrescente a proteína texturizada de soja e o repolho, misturando tudo muito bem enquanto refoga. Assim que o repolho murchar, desligue o fogo. Reserve.

Modo de preparo da massa:
- Coloque todos os ingredientes no liquidificador, começando pelos líquidos e bata até a massa ficar uniforme.
- Coloque um fio de óleo de canola numa frigideira anti-aderente de aproximadamente 20 cm de diâmetro. Pegue um pedaço de papel toalha e espalhe o óleo uniformemente por toda a frigideira. Leve ao fogo alto, assim que esquentar, abaixe o fogo e despeje uma concha da massa, de forma que ela cubra toda a superfície da frigideira, numa camada fina. Dependendo do tamanho da concha, a quantidade de massa pode ser maior ou menor. O importante é que a camada seja fina. Doure dos dois lados e transfira o disco para um prato. Faça isso com todo o restante da massa, espalhando mais óleo na frigideira se necessário.

Montagem:
- Coloque o ragù básico alla Kamikaze numa panela e leve para aquecer.
- Divida o recheio e o queijo pelo número de discos obtidos na fritura da massa.
- Pegue um disco de massa, coloque uma porção do recheio e uma de queijo mozzarella.
- Enrole as panquecas de forma que não fiquem frouxas e coloque-as num refratário.
- Regue com o ragù, cubra com filme plástico e leve ao microondas na potência máxima por 3 minutos. Sirva em seguida.

11 agosto 2014

Combinado Mitsuru

Ontem foi Dia dos Pais, porém, foi dia de branco também, então não deu prá preparar um jantar adequado para o meu pai. Então, estamos comemorando hoje também, pois hoje é nossa folga e nada melhor do que preparar o prato que leva o seu nome e faz parte do cardápio do Tokyo Pub: o Combinado Mitsuru!


3 temaki de salmón em tiras, 8 hot roll salmón, 8 sake uramaki, 16 kappa hosomaki e 1 porção de sashimi de salmón.
Para acompanhar tudo isso, chawan mushi de camarão, shiitake e kani kama e um misoshiru de toofu!

21 julho 2014

Gnocchi al sugo



Hoje quando fui no supermercado, não acreditei no preço das batatas: R$ 0,65/Kg!!!!!!!!
Não pensei duas vezes: para o jantar, deliciosos gnocchis com bastante batatas!!!!!!!!!
Nesta receita, como não vai muita farinha de trigo, a massa tende a ficar mole, o que dificulta muito na hora de enrolá-los manualmente. Para essas horas, é muito conveniente ter em mãos um cortador de gnocchis, que nos poupa um tempo infinito!

Ingredientes:
- 1 1/2 Kg de batatas
- 250 g de farinha de trigo
- 1 ovo extra grande
- 1 colher (sopa) rasa de margarina sem sal
- 5 colheres (sopa) de azeite extra-virgem
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto

Modo de preparo:
- Descasque e corte as batatas em pedaços e cozinhe na pressão, fogo brando, por 9 minutos.
- Escorra toda a água e com o auxílio de um amassador, amasse as batatas dentro de uma bacia.
- Acrescente a margarina, o azeite, o sal e o aji-no-moto. Misture tudo.
- Acrescente o ovo e continue misturando.
- Por fim, acrescente a farinha e misture tudo muito bem preferencialmente com as mãos.
- Na bancada untada com farinha de trigo, enrole e corte os gnocchis no tamanho desejado. Se possuir o cortador de gnocchis, pule esta etapa.
- Leve uma caçarola cheia de água ao fogo alto. Assim que ferver, coloque 1/3 dos gnocchis. Quando subirem à superfície, retire com uma escumadeira direto para o escorredor de alimentos.
- Aguarde a água ferver novamente e coloque mais 1/3 dos gnocchis. Transfira os que estavam no escorredor para um refratário. Repita toda a operação com o restante dos gnocchis.
- Verta sobre eles o Ragù básico alla Kamikaze, já quente.

Cortador de gnocchi



Trata-se de um aparelho extremamente útil, para cortar gnocchis, uma vez que a massa esteja pronta.
É barato, nos poupa de ficar enrolando os gnocchis e além de tudo, economiza a farinha que seria usada para enrolá-los manualmente, consequentemente, não suja a bancada de trabalho!
Ele possui um tripé que se apoia diretamente na panela. Basta empurrar a massa e cortá-los com a espátula curva que acompanha o aparelho.
Possui também um regulador de espessura com 3 tamanhos.

15 julho 2014

Lo básico

Lo básico pero no siempre! Kkkkkkkk
Hoje, aliás, ontem (explico abaixo), tive que fazer tanta coisa, que eu queria que o dia tivesse pelo menos umas 5 horinhas a mais!
Optei então, para o jantar, pelo básico e mais do que isso, pelo rápido: um bife de contra-filé à cavalo, acebolado! Hmmmmm......... tão bom!!!!!!!!!!!


Depois disso, foi hora de mandar meu pão semi-integral pro forno.
Depois de fazer mais algumas coisas, retirei o pão do forno e enquanto esfriava, fui fazer mais algumas outras coisas. Kkkkkkkkk
Por fim, fatiei o pão e me livrei da cozinha!


Quando fui ver, já havia passado da meia-noite! Kkkkkkkkkk

07 julho 2014

Almôndegas de batatas e carne cozidas em ragù de tomates



Carne e batata é uma ótima combinação. Hoje estava pensando em fazer croquetes mas mudei de idéia e com isso, eliminei algumas frituras da minha vida! Kkkkkkkk…….
Como vocês vão perceber, não coloquei nada de óleo neste prato!
E preparando as almôndegas com batatas, elas ficam incrívelmente leves!

Ingredientes:
- 250 g de batatas
- 300 g de patinho moído
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 1 colher (café) rasa de pimenta do reino moída
- 1 xícara (chá) de água

Modo de preparo:
- Descasque e corte as batatas em fatias grossas e cozinhe em fogo brando por 10 minutos. Escorra a água e com o auxílio de um amassador, amasse tudo até se transformar num purê. Aguarde esfriar.
- Acrescente a carne moída e tempere com sal, aji-no-moto e pimenta do reino.
- Com as próprias mãos, misture tudo muito bem e molde as almôndegas no tamanho desejado.
- Coloque a água e o ragù numa panela e leve ao fogo alto. Assim que ferver, abaixe o fogo e coloque as almôndegas. Deixe cozinhando por aproximadamente 10 minutos ou até que o molho fique apurado. Sirva em seguida.

Torta de liquidificador de sardinhas frescas e legumes



Hoje preparei esta torta que há muito tempo eu não fazia. Não gosto de tortas que levam muita massa no seu preparo, então, a quantidade descrita abaixo foi a mínima possível para a sua elaboração, portanto, na hora de colocar na assadeira, tenha consciência disso e tome o cuidado de distribuí-la uniformemente formando uma camada fina, OK?

Ingredientes da massa:
- 1/2 xícara (chá) de leite desnatado
- 2 ovos extra grandes
- 1/2 xícara (chá) de óleo de canola
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 100 g de farinha de trigo
- 1 colher (sopa) rasa de fermento químico em pó
- 50 g de aveia em flocos

Ingredientes do recheio:
- 150 g de quiabos
- 300 g de abobrinhas italianas
- 200 g de filé sardinha fresca
- orégano a gosto

Modo de preparo:
- Unte e enfarinhe uma assadeira de aproximadamente 20 x 25 cm. Reserve.
- Corte a cebola e o quiabo em pedaços pequenos e a abobrinha em fatias finas com a casca. Reserve.
- Coloque no liquidificador, os ingredientes na seguinte ordem: o leite, os ovos, o óleo, o aji-no-moto, o sal, a farinha e o fermento.Bata tudo muito bem.
- Acrescente os flocos de aveia e misture com uma colher até que fique tudo incorporado. 
- Coloque metade da massa na assadeira e sobre ela, distribua uniformemente as fatias de abobrinha, o quiabo e a sardinha. Distribua o ragù uniformemente e coloque a outra metade da massa. Polvilhe orégano a gosto.
- Leve ao forno alto por 40 miunutos ou até que enfiando um palito ele saia limpo.

30 junho 2014

Mochi com molho negro


Eu fico assistindo meus dramas coreanos e minha boca fica cheia cheia d'água, de vontade de comer alguns pratos que os personagens degustam durante os episódios! Hoje me deu muita vontade de comer jajangmyeon e topokki, este último, um prato picante levemente adocicado, básicamente composto por toletes cozidos de massa de arroz:


Bem…… nunca preparei nenhum dos dois. 
Minto! O jajangmyeon já preparei, mas foi o instantâneo, então, não conta. Kkkkkk.......
Como não sabia preparar nenhum dos dois, pensei em fazer um único prato que lembrasse os dois. Ele seria composto de mochi, que eu acredito tenha a mesma consistência do topokki, coberto com um molho escuro que lembrasse o jajangmyeon - apenas para lembrar (kkkkkkkk…….), pois não tenho os ingredientes do molho original.
Foi daí que surgiu esse prato! 

Ingredientes:
- 1 receita de mochi caseiro
- 250 ml de água
- 6 colheres (sopa) de molho de soja
- 1 colher (chá) cheia de hondashi
- 1 colher (chá) cheia de aji-no-moto
- 1 colher (sobremesa) cheia de amido de milho
- 1 sachê de adoçante

Modo de preparo:
- Com exceção do mochi, coloque todos os ingredientes restantes numa panela pequena, misture bem e leve ao fogo até engrossar.
- Grelhe o mochi numa grelha de fogão ou coloque no microondas por 2 minutos na potência alta, sómente para amolecer. Se o mochi estiver fresco, não há necessidade.
- Cubra com o molho negro e sirva.

Vontade satisfeita! Kkkkkkkkk.......

Macarrão al aglio e olio com pedacinhos de frango


Hoje preparei um macarrãozinho delicioso que há tempos eu não fazia!
Como diz o título do post, realmente foram "pedacinhos" de frango! Kkkkkkkk
Foi só para dar aquele "tchans" a mais, já que haviam muitos acompanhamentos e a quantidade de frango utilizada foi o suficiente.

Ingredientes:
- 250 g de macarrão bucatini nº 5
- 100 g de filé de frango
- 1 colher (sopa) rasa de alho picado
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 1 colher (chá) rasa de sal
- óleo de canola

Modo de preparo do bucatini:
- Corte o frango em pedacinhos pequenos
- Coloque 2 litros de água numa caçarola e leve ao fogo alto. Assim que ferver, coloque o bucatini e cozinhe em fogo brando por 8 minutos.
- Passado o tempo, escorra o macarrão.
- Coloque 3 fios de óleo de canola numa wok e leve ao fogo alto. Assim que esquentar, coloque o frango picado e deixe até dourar, virando a carne sempre que for preciso. Acrescente o alho picado, dê uma salteada e acrescente logo em seguida o macarrão cozido.
- Tempere com sal e aji-no-moto e salteie até incorporar o tempêro.